libras.com.br

Oliver Heaviside


Oliver Heaviside - físico

Heaviside nasceu em 18 de maio de 1850, em Camden Town, Londres, Inglaterra. Era o caçula de quatro filhos de Thomas Heaviside, um artista, e Rachel Elizabeth West, cuja irmã Emma se casou com Charles Wheatstone, um famoso cientista britânico.


Oliver Heaviside
Oliver Heaviside. Fonte: Institution of Engineering & Technology Archives - UK


A surdez

Heaviside foi diagnosticado com escarlatina quando era criança e isso afetou sua audição. Causou um grande efeito em sua vida, tornando difícil a relações entre ele e outras crianças.

Educação formal

Heaviside parecia ter pouca atração por assuntos acadêmicos, aos 16 anos ele deixou a escola. Talvez ele estivesse mais desiludido com a escola do que com o aprendizado, pois continuou estudando depois de sair da escola, aprendeu o código Morse, estudou eletricidade e outras línguas, em particular dinamarquês e alemão. Ele estava pretendendo uma carreira como telegrafista e nisso foi aconselhado e ajudado por seu tio, o cientista Charles Wheatstone.

Os estudos sobre eletricidade

Apesar da falta de uma educação formal, enquanto ainda trabalhava como telegrafista principal em Newcastle, começou a publicar artigos sobre eletricidade, gerando grande repercussão sobre aspetos teóricos, inspirados pelo Tratado de Eletricidade e Magnetismo de Maxwell. Em 1870, o aumento da surdez o forçou a deixar o serviço de telegrafista.

Heaviside tornou-se especialista em física matemática e desempenhou um papel importante no desenvolvimento da teoria eletromagnética de James Clerk Maxwell e em suas aplicações práticas. Previu a existência da doionosfera, uma camada eletricamente condutora na atmosfera superior que reflete as ondas de rádio.

Tornou-se mais conhecido pelo estudo da análise vetorial, onde introduziu o cálculo operacional para resolver equações diferenciais dos circuitos. A demonstração rigorosa detas equações iria manter ocupadas futuras gerações de matemáticos, mas neste caso o seu trabalho foi alvo de fortes críticas por falta de rigor matemático. Para seus críticos dizia que não se devia perder tempo em demonstrações de algo que intuitivamente parecia estar certo.

Morte

Em 1909, Heaviside mudou-se para Torquay, cidade situada às margens do Canal da Mancha, no sul da Inglaterra. Aos 60 anos de idade já estava totalmente surdo, vivia isolado e solitário, cortado do mundo cientifico, incapaz de se comunicar e de se fazer compreender, mesmo com a ajuda da matemática. Nesta época mostrou evidências crescentes de um complexo de perseguição. Seus vizinhos relataram histórias de Heaviside como um eremita estranho e amargurado, que substituiu seus móveis por blocos de pedra que ficavam nos quartos vazios. Por aqueles quartos ele vagava, ficando cada vez mais sujo e cada vez mais desleixado - com uma exceção: suas unhas eram sempre primorosamente cuidadas. Paupérrimo e abandonado, morreu em 3 de fevereiro de 1925.

Referências:

ENCYCLOPEDIA.COM. Heaviside, Oliver. Disponível em: <https://www.encyclopedia.com/people/science-and-technology/physics-biographies/oliver-heaviside>. Acesso em: 06 Dez. 2019

SCHOOL OF MATHEMATICS AND STATISTICS UNIVERSITY OF ST ANDREWS, SCOTLAND. Oliver Heaviside. Disponível em: <http://mathshistory.st-andrews.ac.uk/Biographies/Heaviside.html>. Acesso em: 06 Dez. 2019

ENCYCLOPEDIA BRITANNICA, INC. Oliver Heaviside. Disponível em: <https://www.britannica.com/biography/Oliver-Heaviside>. Acesso em: 06 Dez. 2019

Informações do Artigo:

Publicado: 01/06/18 | Atualizado: 19/03/20 | Acessos: 766

ALMIRC_RD

Autor:
ALMIR CRISTIANO

© Todos os direitos reservados. Para a reprodução de trechos de texto e/ou imagens é necessário citar o nome do autor, a página https://www.libras.com.br/surdos-famosos-oliver-heaviside e a data de acesso.

Fale Conosco